sexta-feira, 26 de outubro de 2012

AMOR INTEIRO






Pensava devagar,constante mas devagar,em como havia sido feliz naquela noite do infinito amor...Ah,tenha dó,um amor assim já nem existia mais...Mas  havia o propósito de ser feliz. Chegaram ao hotel,
tiraram as roupas e se deitaram.Falaram coisas desconexas, se tocaram e gemeram.Na cabeça dela uma urgência de gozo...Um cheiro novo,o dele...Na cabeça dele a necessidade de beijar aquela boca sem parar,sem parar... Foi tudo perfeito! Nada no mundo se compara ao delírio vivido...A meia luz a meia voz ...Inteiro amor!


Dorothy de Castro.

1 comentários:

evandro junior disse...

Teus escritos têm o poder de reavivar acontecidos bem guardados no baú de nossos corações.

Postar um comentário

deixem seus comentários

 
Amor não tem idade. Design by Exotic Mommie. Illustraion By DaPino